Nota

O problema é que eu não sou daqui,

Minhas raízes, alguém muito velho já tinha meu nome, e levava porquinhos como se fossem bebês.

Luiza era louca, e ficava na cama, que triste.

A minha tatuagem da perna me dizia que era hora de partir,

Eu a deixei apagando aos poucos, eu esqueci que pássaros voam.

Todos me perguntaram alguma vez, o que é esse caracol?- A andorinha, vai saber quando eu fizer seu par.

E pra onde você vai dessa vez?- ninguém perguntava. Ai eu tinha que esperar o tempo passar , eu mudar e crescer. Mas eu sabia que haviam coisas na vida pra que eu fosse feliz. Haviam coisas a serem encontradas descobertas. Coisas que eu teria que sentir, e experimentar com a minha boca e cheiro.

Mas eu pensava nisso com cuidado, por que sabia como o mundo tornou toda experiência em mercado.

E todos eram grandes mercadores de amores. Fujo disso como da cruz.

Viver aqui na cidade é terrível, mas há refúgios, eu espero, mas é terrível…

Por mais que eu fujo entrando no meio do mato  e quase não há placas, tento me esconder.

É isso tenho que achar outros esconderijos em outros cantos. Tenho mil vontades, e algumas eu quero que eu alguém vá comigo. Eu só sou meia aventureira.

Depois quando eu voltar, outra vida vai ser. Onde é que vou?

Anúncios

Regras para não se ter regras

Regras para não se ter regras.

Alguém que inventou as regras veio antes de você. E você certamente acatou-as sem se questionar de onde elas vieram.

A primeira coisa a dizer a fazer é aceitar de antemão por que isso faz parte do plano de não aceitá-las posteriormente.

Há regras que não podem ser quebradas pois estas são princípios, o princípio básico é amar a tudo sem julgar.

Depois o resto é excesso, o resto você contraria tudo.

Mas cuidado! determinadas atitudes fazem parte do que se é esperado na quebra de regras, que acabam abarcando as regras de quebra de regras. Fazendo parte de outro sistema ridículo de atitudes já estabelecidas.

Aliás, fique ciente que ao seguir esses não padrões você será chamado de louco.

Vão querer te dar remedinho pra você aceitar, se disciplinar e ficar bem quietinho, e te enfiam goela abaixo. E você apaticamente sorri. ou não sorri.

Acho uma regra muito fácil é veja o que se diz por aí e faça o contrário… todo mundo começou a dizer como é legal beber cerveja, ou ter um aparelho eletrônico x, colocar um piercing na sobrancelha, aí está… tudo isso já está pre-determinado. Aí você pensa assim, não to afim de fazer isso, eu to querendo fazer ridículo mesmo.

Sair de sexta!! eu saio de segunda, e fico bebado na aula na terça. 😉

e quando vc pensar … agora sim estou com uma vida muito estranha, esqueci que dia da semana  é. Finalmente, então você pega uma Linda faringinte, e tem que ficar bemmmm na sua mesmo. Faz parte de quebrar as regras, quando todo mundo espera que vc esteja lá curtindo, vc tem que se fechar nasua, e esperar a hora sua de curtir.

E sobre aceitar as regras, elas são parte de um plano, onde você não pode ir contra as regras abertamente, isso é chamativo, e tira sua liberdade de mudar a qualquer momento suas atitudes.

Ahhh não se esqueça a palavra mais horripilante que existe para nós é Normal, aceitar a normalidade é fatal.

Boa Noite!

Coisas da escola.

Tinha um gosto diferente de tuttti-fruti muito doce na boca dela… não é que eu já tivesse provado, mas é que os lábios dela eram tão vermelhinhos grudentos que eu já podia imaginar como seria tudo. Ela ria debochava de outro qualquer. E aquilo era o que mais me excitava, minhas bolas doíam quando eu a via sentada e a calça baixava, olhava bem na bundinha branquinha dela… reparei numa pintinha ali embaixo.

Passados alguns tempos, depois de algumas tentativas, finalmente consegui ser amigo dela, e ela até me oferecia coca-lcola durante o intervalo das aulas chatas de química ou inglês. mas eu precisava saber se ela era tão doce assim mesmo!!!

Um dia desses quando todos estavam saindo de suas salas e ela saiu correndo levantado a saia do vestido claro meio transparente, não pude resistir. Puxei ela disse que tinha que dizer algo importante de verdade. Ela ficou curiosa me seguiu, me segurou pelo braço.

quando estávamos debaixo da árvore atrás da escola, segurei seu queixo e beijei ela. Ela ficou meio assustada me olhou, deu aquele risinho debochado. Me agarrou de volta com outro beijo. Era doce mentolado, naquele dia. Talvez tivesse chupado mais pirulitos de menta. Nos agarramos por ali mesmo, enquanto todos os idiotas da escola ficavam trancafiados, eu segurava a bundinha gostosa dela. Era bem macia!

Virando criança

Vontade de pegar todos os cobertores mais macios e me enrolar bemmm apertado como quando fizeram comigo quando bebê.Depois, colocar uma touca na cabeça, fechar os olhos bem apertados e me fechar desse mundão. Fingir que desnasci.Chorar um pouco bem baixinho, e depois gritar com vontade, sei lá chorar mas não deixar ninguém ouvir.
esquecer que o mundo é mundo, e depois ficar no escurinho do nada. E só acordar quando tudo já passou.
o Outro dia sendo a nova vida, eu sendo uma criança dessas que acabaram de aprender a amarrar o tênis.
Com tênis amarelinho de xadrez, indo pra escola.

Por que é bom amar?

Por que é bom amar?
Quando você fica com alguém, e essa pessoa fica logo com outra. É o mesmo que dissesse: – Você é tão desnecessário pra mim , ou promundo, que eu pego outra pessoa e digo que é o mesmo! E que você é tão igual, só mais um na multidão sem rosto.
— Quando alguém olha pra você e diz: Quero você! e mais ninguém. — Você vê toda a diferença ? Você deixa de ser um amorfo, um número, uma sequência, ainda que seja apenas na opinião daquela pessoa.
Na verdade, eu disse por que é bom ser amado. Mas pra amar é mais difícil. Você precisa ter essa grande coragem- e ir totalmente contra a corrente, e pensar fodase tudo! Não ligo de estar errado, não ligo passar vergonha, ou q não gostem de mim. ou de me ferir
Mas eu amo você!!
E você diz isso e fecha os olhos
mas é muito idiota dizer isso, por queprovavel que você apenas queira ser o escolhido o amado, e por isso se arriscou tantoo.

Cinza

Tá tudo tão frio aqui, quando as meias não se ajustam, e não há pé que me esquente. Não há quem me aguente. Não tem você, nem mais ninguém. Não tem saudades ciumenta, nem felicidade da saudades.

tudo fica branco, claro óbvio. 

eu fico tristonha, procurando por quê. 

E o dia chove que é pra combinar. vontade de some.

tudo que você tem que cantar é que o amor é pra todo mundo

e que o carnaval é o ano todo.

eu me fecho, agasalho a Amy, lembro da outra viva, isso corresponde comigo.

É que eu não ligo pra que dia é.

Visto preto. Canto sozinha.

Não recordo, o que já foi tá enterrado. não sinto falta do passado, por mais que eu tenha dito. Passado não se repete, agora é só pra frente, e o que não vai ser.

Penso na semana, e em tudo que me ocupa. É assim que eu faço.

the same

I was surrounded by some smoke. Whose? Gimme some more.
I just don’t wanna know who am i. I feel the same every night
And i don’t remember in the day before
I feel nice, and this cookies taste plastic.

He likes ma make up
it really puts my face up
Cause I can’t force my smile

While i’m here, he just laugh with no stop… i wanna it again
You love ma bra, i know cause everybody say it everywhere.

– Is it raining? Is it cloudy? Was it sunny?

I don’t know i’just woke up. Don’ t make me care.
What’s your name again?
you gave me a machine to feel awesome. and it works cause is the same with anyone.

– Anyway- I don’t have a place to be!
I don’t have love to fall
I can’t feel pain cause i took too much pills